JUNO: o filme indie que fez história

13._0652 comprimida cortadaNeste sábado, 26 de setembro, chega ao AMC um dos filmes indie mais reconhecidos dos últimos 10 anos – Juno. O filme que lançou a carreira dos dois jovens protagonistas,  Ellen Page y Michael Cera, e rendeu um Oscar a Diablo Cody de Melhor Roteiro Original e ainda indicações a Melhor Filme, Melhor Diretor (Jason Reitman) e Melhor Atriz (Ellen Page).

O filme, que foi gravado em apenas 31 dias e com um orçamento ao redor de seis milhões de dólares, foi um sucesso grandioso nas poucas salas onde foi exibido na estreia e, graças a isso, conseguiu arrecadas mais de 100 milhões em apenas algumas semanas.

A trilha sonora do filme foi outro dos grandes sucessos da produção. Com 19 canções de artistas como Barry Louis Polisar, Belle & Sebastian, Buddy Holly, Cat Power, The Kinks, Mott the Hoople, Sonic Youth y The Velvet Underground, além de várias de Kimya Dawson, o álbum comercializado pela gravadora Rhino Enterneinment alcançou o topo da lista Billbord 200 na sua quarta semana.

02._1379r cortada

Algumas curiosidades:

  • J.K. Simmons disse ter ficado tão impressionado com o roteiro, que teria ficado feliz em interpretar o professor que não fala nada – qualquer cosia para aparecer no filme.
  • Ellen Page foi quem sugeriu que a personagem Juno fosse fã da música de Kimya Dawson e de The Moldy peaches.
  • Jennifer Garner abriu mão do seu alto nível de salário para Juno, quando a expectative era que seria uma pequena produção indie. Mas a decisão valeu a pena quando Juno se tornou um grande sucesso de faturação – o que deu a Garner seu melhor salário até então.

 

Compartilhar essa página: